Início Política Trudeau diz que a Rússia deveria participar da cerimônia do Dia D,...

Trudeau diz que a Rússia deveria participar da cerimônia do Dia D, apesar da invasão da Ucrânia

6

Política·Novo

O primeiro-ministro Justin Trudeau diz que apoia a decisão da França de convidar autoridades russas para uma comemoração do Dia D, apesar da invasão da Ucrânia.

Vladimir Putin não foi convidado para o evento, mas autoridades russas estão

O primeiro-ministro Justin Trudeau faz comentários durante uma conferência de imprensa nas instalações do produtor de vacinas Sanofi, em Toronto, na quinta-feira, 30 de maio de 2024.
O primeiro-ministro Justin Trudeau faz comentários em uma entrevista coletiva em Toronto na quinta-feira, 30 de maio de 2024. (Arlyn McAdorey/A Imprensa Canadense)

O primeiro-ministro Justin Trudeau diz que apoia a decisão da França de convidar autoridades russas para uma comemoração do Dia D, apesar da invasão da Ucrânia.

Trudeau diz que o Canadá está em “extremo desacordo” com a Rússia e que Moscovo deve ser responsabilizado pela violação de regras fundamentais sobre o respeito das fronteiras soberanas.

Mas ele diz que ainda é importante reconhecer todos os países envolvidos na libertação da França dos nazis na Segunda Guerra Mundial.

A Mission Liberation, o comité do governo francês que organiza as comemorações do 80º aniversário do Dia D, disse à imprensa europeia na semana passada que convidou responsáveis ​​da Rússia, embora o convite não tenha sido estendido ao presidente Vladimir Putin.

Está sujeito a um mandado de detenção internacional por crimes de guerra relacionados com a transferência forçada de crianças da Ucrânia.

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, comparecerá às cerimônias, assim como Trudeau e o presidente dos EUA, Joe Biden.

Correções e esclarecimentos|Envie uma dica de notícias|

Fuente