Início Melhores histórias Papa Francisco abre caminho para que Carlo Acutis se torne o primeiro...

Papa Francisco abre caminho para que Carlo Acutis se torne o primeiro santo do milênio

7

O Papa Francisco abriu caminho para que um adolescente italiano se tornasse o primeiro santo milenar ao atribuir-lhe um segundo milagre, anunciou o Vaticano na quinta-feira.

O adolescente Carlo Acutis é frequentemente chamado de santo padroeiro da Internet entre os católicos romanos por causa de seus conhecimentos de informática, que utilizou para compartilhar sua fé. Ele morreu de leucemia em 2006, quando tinha apenas 15 anos.

Carlo nasceu em Londres, filho de pais italianos, e mudou-se com a família para Milão quando era criança. Sua paixão pelo catolicismo floresceu cedo, disse sua mãe, Antonia Acutis, ao The New York Times em entrevista em 2020. Aos 7 anos, ele começou a frequentar a missa diária. Sua fé inspirou sua mãe a voltar à igreja, disse ela.

Ele foi chamado para servir, encontrando maneiras de ajudar os menos afortunados e doando aos desabrigados, disse ela. Nos meses anteriores à sua morte, Carlo usou suas habilidades digitais autodidatas para criar um site de arquivamento de milagres. Ele também gostava de jogar futebol e videogame.

Depois que ele morreu, Acutis disse ao The Times que pessoas de todo o mundo lhe contaram sobre milagres médicos, incluindo curas para infertilidade e câncer, que aconteceram depois que oraram a seu filho.

“Carlo foi a resposta clara para o lado negro da web”, disse sua mãe, acrescentando que alguns admiradores o chamaram de “influenciador de Deus”.

A vida de Carlo “pode ser usada para mostrar como a Internet pode ser usada para o bem, para espalhar coisas boas”, acrescentou a Sra. Acutis.

A jornada de Carlo para a canonização começou em 2020, depois que a Diocese de Assis, onde sua família possuía propriedades, solicitou ao Vaticano que o reconhecesse como santo.

Em fevereiro de 2020, o Papa Francisco atribuiu a Carlo a cura de um menino com malformação no pâncreas, depois que a criança entrou em contato com uma de suas camisas. Carlo foi o primeiro millenial a ser “beatificado” ou abençoado pela igreja, mais um passo no caminho para a santidade.

O passo final é o papa aprovar um segundo milagre.

Segundo o Vaticano, o segundo milagre envolveu a recuperação de uma estudante universitária costarriquenha que sofreu grave traumatismo cranioencefálico após cair da bicicleta em Florença. A mulher precisava de uma grande cirurgia no cérebro e os médicos alertaram que as taxas de sobrevivência eram baixas. A mãe da mulher viajou para Assis para rezar pela filha no túmulo de Carlo, no Santuário da Renúncia, e pedir a intercessão de Carlo.

A jovem rapidamente começou a mostrar sinais de melhora na respiração, mobilidade e fala, disse o Vaticano. Dez dias depois que a mãe da mulher visitou o túmulo de Carlo, uma tomografia computadorizada mostrou que a hemorragia no cérebro da mulher havia desaparecido e ela foi posteriormente transferida para um centro de reabilitação.

O Papa disse quinta-feira que convocaria uma reunião de cardeais para considerar a santidade de Carlo. O Vaticano não anunciou uma data para a cerimônia formal de canonização.

O caminho de Carlo para se tornar o primeiro santo milenar é um marco, disse Kathleen Sprows Cummings, professora de história na Universidade de Notre Dame e autora do livro “A Saint of Our Own: How the Quest for a Holy Hero Helped Catholics Become Americano.” Carlo usou a Internet e os seus conhecimentos de informática para difundir a sua fé, oferecendo à Igreja Católica uma oportunidade de mostrar um lado mais positivo das redes sociais, disse ela. Fazer de Carlo um santo também pode ajudar a Igreja a se conectar com os jovens católicos, muitos dos quais estão cada vez mais descomprometidos, disse ela.

“Este é um exemplo de pessoa como eles, que esperamos poder atraí-los de volta para a igreja”, disse o professor Cummings.

Fuente