O alerta preocupante sobre o uso de AirTags para seguir seu carro e roubá-lo nasshliski

A comodidade de ter sempre disponível a localização das nossas chaves, carteira ou mesmo veículo pode tornar-se uma preocupação quando essa tecnologia cai em mãos erradas. Criminosos no Canadá descobriram que os AirTags, dispositivo de rastreamento de objetos da Apple, são uma ferramenta eficaz para cometer roubos de carros.

O epicentro do alarme é Burlington, cidade localizada em Vermont, nos Estados Unidos, que faz fronteira com o Canadá. Segundo fontes locais, tem havido um aumento notável nas reclamações de pessoas que, após viajarem de carro para o Canadá e regressarem ao seu país, detectaram AirTags desconhecidos a segui-los.

Estas constatações vieram à tona através do alerta do iPhone aos proprietários dos automóveis que, através da aplicação Apple Search, conseguiram confirmar a presença do dispositivo intruso.

São pequenos, pouco maiores que uma moeda, e estão disponíveis na loja da Apple a preços altíssimos, a partir de 39 euros a unidade no mercado espanhol.

Ryan McLiverty, analista cibernético do Vermont Intelligence Center, disse ao WCAX, um meio de comunicação local, que os criminosos têm usado esses dispositivos de rastreamento há algum tempo, mas que seu uso aumentou recentemente.

Criminosos colocam AirTags em locais escondidos, mas acessíveis, como limpadores de para-brisa, dentro de um veículo, se este estiver aberto, ou na grade frontal. Desta forma, poderão rastrear os carros para depois roubá-los e vendê-los.

O aparecimento de dispositivos de localização Bluetooth, como Apple AirTags ou Samsung SmartTags, abriu uma nova frente de batalha em termos de segurança e privacidade. Seu uso indevido para rastrear a localização ou atividade de uma pessoa, na maioria dos casos sem o seu consentimento, gerou polêmica.

Em resposta, gigantes da tecnologia como Google e Apple começaram a desenvolver em conjunto um conjunto de deveres e protocolos que os fabricantes destes dispositivos podem implementar. A ideia é que tanto o Android quanto o iOS possam oferecer alertas caso seja detectado rastreamento não autorizado. Desta forma, procuramos não só garantir a utilidade destes dispositivos, mas também proteger a privacidade e segurança dos utilizadores.

Controle e segurança na Espanha

Embora este fenômeno de roubo através de AirTags tenha sido detectado no Canadá e em algumas áreas dos Estados Unidos, vale a pena perguntar se usuários de outros países, como a Espanha, poderiam estar em risco. É crucial mantermo-nos alertas, ter as últimas atualizações de segurança nos nossos dispositivos e aplicações, bem como estar atentos à privacidade que estes dispositivos podem comprometer.

Leave a Comment