A casa que recebe a garantia da ICO não pode ser vendida ou alugada por dez anos nasshliski

Data: 13 de fevereiro de 2024 Horário: 19:44:30

O Conselho de Ministros deu esta terça-feira luz verde à nova linha de garantias de 20% do Instituto de Crédito Oficial (ICO) para a compra de casa, medida que o Executivo anunciou e aprovou em maio passado. mas diminuiu devido à convocação das eleições gerais e à dissolução das Cortes. Agora o Governo definiu as condições que vão permitir o acesso a esta linha, dotada de 2.500 milhões de euros e destinada a jovens com até 35 anos e famílias com menores a seu cargo para que possam aceder ao seu primeiro lar.

Entre estes requisitos está que a habitação em causa seja a residência habitual do requerente ou requerentes da garantia durante dez anos, durante os quais o imóvel não poderá ser colocado à venda ou arrendado, salvo em caso de separação ou divórcio ou por motivo de transferência de emprego, e deve ser feita a um “preço acessível”, como confirmaram fontes do Ministério da Habitação.

Os números indicam que “os jovens ou famílias com menores a seu cargo, tendo um bom emprego e um bom salário, não têm as poupanças necessárias para contratar um crédito hipotecário que permita a aquisição de casa própria”, defendeu o responsável da Habitação e Agenda Urbana, Isabel Rodríguez. As entidades financeiras, com as quais o Governo já manteve conversações sobre o assunto, devem aderir a este acordo.

Leave a Comment