Início Melhores histórias Filipinas retiram acusações contra Leila de Lima, importante crítica de Duterte

Filipinas retiram acusações contra Leila de Lima, importante crítica de Duterte

9

Leila de Lima, uma ex-senadora nas Filipinas que foi detida durante seis anos depois de criticar a guerra contra as drogas do presidente Rodrigo Duterte, foi inocentada na segunda-feira da última das acusações pelas quais as autoridades a tinham acusado.

A Sra. de Lima era senadora em exercício quando foi detida em 2017 sob a acusação de aceitar subornos de traficantes de drogas. Ela serviu como face pública da oposição numa campanha sangrenta que deixou milhares de pessoas mortas.

A sua detenção enviou um aviso severo àqueles que ousaram questionar a guerra contra as drogas de Duterte, que começou logo depois de ele assumir o cargo em 2016.

A Sra. de Lima sustentou consistentemente que as acusações eram falsas e faziam parte de um esforço para mantê-la calada. Em novembro de 2023, ela foi libertada sob fiança depois que cinco testemunhas se retrataram no caso. A essa altura, ela já havia sido absolvida de duas das três acusações apresentadas contra ela.

Na segunda-feira, um tribunal da cidade de Muntinlupa a absolveu da última acusação. Em resposta a uma moção apresentada pela Sra. de Lima, que argumentava que a promotoria não tinha provas suficientes para condená-la, o tribunal decidiu que a promotoria não poderia provar sua culpa além de qualquer dúvida razoável.

Apoiadores entusiasmados a cumprimentaram quando ela deixou o tribunal após a decisão. Muitos deles usavam amarelo, cor do Partido Liberal que ela representava no Parlamento, a partir de 2015.

“Hoje obtive a justificação”, disse a Sra. de Lima numa entrevista. “Mas a plena reivindicação e a verdadeira justiça só virão depois que os responsáveis ​​pela minha perseguição forem obrigados a responder pelos erros que infligiram a mim e à minha honra.”

Esta é uma história em desenvolvimento.

Fuente